Jogos divertidos

Vamos lá,round 2. Leiam a minha história e me ajudem a superar meus pesadelos.

2020.10.30 08:52 HornY_Devil001 Vamos lá,round 2. Leiam a minha história e me ajudem a superar meus pesadelos.

Esse texto vai ser pesado,não leia se estiver mal,por que só vai fazer a sua dor piorar e você não merece empatizar com alguém que você nem conhece. Dito isso aqui vai o meu problema:
Agora eu estou bem certo que meu amigo me estuprou,mas até chegar a esse ponto muita muita merda aconteceu antes. Ele destruía minha altoestima,falava que eu só tinha passado de ano porque ELE insistiu,que ele lutou contra o conselho pra que eu não me reprovarem. Pisava em cima de qualquer amizade paralela que eu tinha. "Não anda com esse cara não,ele fica falando de satanismo"
SEU DESGRAÇADO,O QUE VOCÊ FAZIA COMIGO ENTÃO? TAVA TENTANDO ME FAZER ME JUNTAR A JESUS SEU DESGRAÇADO. Não porque suicido é um crime imperdoável e é claro que minha culpa interna não me deixaria fazer isso. Ainda não quero,não se preocupem,mas que meu estomago está revirando junto com essas memórias...
Voltando,isso me fez me afastar de esportes,e eu admito,a culpa é minha por nunca procurar outros exercicios e ficar sedentário,mas não,"Vai lá jogar futebol com eles. Vai lá. Me deixa aqui SOZINHO". Eu ficava mal. Muito mal. Catatônico. Eu sentia que eu fiz muita merda...
Na mesma época que uma figura importante para ele estava no leito de morte,eu era a muleta que tentava fazer ele se sentir melhor,e eu tentava ajudar de todo jeito que eu podia. Esse corno vinha na minha casa para que um parente dele ficasse cuidando do enfermo*. Era aí que ele realmente passou dos limites da minha confiança. Estavamos jogando GTA V na sala e de repente ele falava para eu me sentar no colo dele. "Senta aqui! Vai senta aqui vai!" "Porque?" "Só senta aqui,é confortável"
NÃO ERA. NUNCA FOI. NUNCA SERÁ SEU DESGRAÇADO!
Eu me sentia muito incomodado,eu não queria. Mas ele insistia. E insistia! Eu não conseguia dizer não. Não conseguia enfatizar o não! Eu não podia expulsar ele. Por que eu não posso? Mora na puta que pariu e agora vai voltar andando. Acho que ele vai ficar com raiva de mim...
Ele ficava quieto,eu suponho que só respirando na minha nuca e as vezes me abraçava na cintura. Eu não faço a menor ideia do que ele queria mas não importa,ele estava me violando. NA MINHA CASA,NAS MINHAS COSTAS. Hoje em dia,se você encostar no meu ombro eu vou tirar a sua mão dalí com força,quase machucando,não insista,agora se tornou um reflexo...
A gota d'água no entanto,e que me fazia querer reclamar de tudo que ele fazia foi um dia que,numa "brincadeirinha da turma" esse filho da puta decidiu apalpar a minha genital. Eu surtei,comecei a gritar e sair pisando duro. "SAI SAI SAI SEU FILHO DA PUTA". Eu tava muito confuso e eu perdoei ele. Nunca mais tentou esse tipo de gracinha,mas se tivesse já estaria sem os olhos. ESSE DESGRAÇADO ME ABUSAVA A ANOS,E AINDA INSISTIA EM PERDOAR ELE. POR QUE? EU DEPENDIA DA VALIDAÇÃO DELE PRA SER ALGUÉM!
A ponta dos meus dedos estão doendo de tanto digitar e mastigar eles de raiva lembrando disso tudo,mas falta 2 pontos que eu queria mencionar.
1 - Lembra desse * que eu deixei lá atrás,então,um dia eu estava morrendo de sono (minhas primeiras jornadas de foder com meu sono por bobeira) e estavamos jogando GTA V (sempre que ele vinha,eu botava esse jogo porque é muito "divertido") e eu falei alguma besteira sobre o * mencionado,e o desgraçado me faz uma birra! Uma birra! Aconteceu o seguinte:
(Historia sobre como * vivia na fazenda) Eu digo: "Ah,então * gostava de pular a cerca! Hehe" Ele respondeu: "Seu filho da puta você não fala assim do *! Nunca mais!" "Desculpa! Eu não fiz por mal,juro!". Eu realmente não fiz. Mas eu nunca me perdoei pelo que eu falei,eu nunca quis ofende-lo. Mas convenhamos,você me destruia todo santo dia,TODO SANTO DIA! e quando eu faço uma besteira,eu sou a pior pessoa que já existiu? Justo,justo.
(Não foi a ultima vez que ele ficou possesso comigo. Mas eu não revidava. Sempre pedia desculpa e implorava por perdão. Pelo menos,até quando aconteceu a gota d'água...)
2 - Hoje em dia esse desgraçado é ferrenho defensor da esquerda progressista. Eu cagaria e andaria pra o que esse merda acreditaria,se não fosse pela HIPOCRISIA do fato que esse movimento defende causas como "Não é não!" ONDE ESTAVA VOCÊ,OH CONSIÊCIA POLÍTICA QUANDO VOCÊ ME ABUSAVA? EIN? NO CU? OU ELE QUERIA METER ELA NO MEU? FILHO DUMA ÉGUA!
tl;dr: Me ajudem a esquecesuperar que um filho da puta me estuprou e me salvar dessas feridas abertas que ele deixou no meu psiqué!
P.S. Reler esse texto longo só vai foder o resto de sono que eu tiver hoje então eu não vou revisar. Se eu tiver deixado alguma coisa que identifique alguém,por favor me avise em DM para eu editar.
submitted by HornY_Devil001 to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 10:18 nofimnaime Palavras Somente.

Eu não aguento mais conversar comigo mesmo, e como não tenho mais pessoas para isso, essa é a melhor solução. Minha vida só desanda, e desde 2017 eu não consigo segurar as pontas, tive perdas que até hoje me doem, e escolhas nas quais eu me arrependo toda a noite antes de dormir. Consegui afastar esses pesos algumas vezes durante esse tempo, mas ele volta com mais carga, cargas atuais, e isso sempre vem a calhar na semana do meu aniversário. Mas esse peso não é a dor que quase me fez ser atropelado no meu aniversário ou a entrar em pânico na frente de um mercado. Uns meses atrás conheci uma pessoa, e eu naquele momento só queria sair com alguém, aproveitar uma nova amizade e ter aquele lance casual, era só isso, eu estava no meu canto escuro do quarto, já acostumado com esse peso no meu peito, e não queria mais dor de cabeça. E infelizmente eu conheci ela, eu não dava nada pra aquela desgraçada, as mensagens trocadas porém, me fez sentir algo por ela, aquele tipo de sensação "Ok, quero ser seu amigo", e desse jeito eu descobri que ela também não estava bem, tinha acabado de sair de um relacionamento complicado de 5 anos (3 anos de namoro, mas já sofria por 5 anos), e eu botei aquilo na minha cabeça, só queria ter uma pessoa pra conversar, conviver e aproveitar tudo que dava, e depois de uma longa espera de dois dias de conversa, resolvemos se encontrar, morávamos perto do outro, na qual no meio do caminho tinha um parque, perfeito meio termo para ambos, e quando eu vi ela, tudo que eu tinha montado sobre ela mudou. Aquele mesmo sentimento que você olha e admira aquela pessoa no trem, acha tudo incrível e pensa "e se...", o diferencial mesmo foi já conhecer ela, e a cada detalhe, conversa e risadas daquele dia, eu tive a infelicidade de nutrir um sentimento por ela... Não demorou muito para as coisas rolar entre a gente, tínhamos um entrosamento perfeito, e estávamos lá, indo pra minha casa no nosso primeiro encontro, e o que eu achei disso? Eu realmente tinha me apaixonado pelo brilho do olhar dela, o sorriso dela me trazia pás e a voz dela me acalmava, era tudo que eu queria até o momento, chegando lá ela me explicou que o ex relacionamento dela ainda pesava naquele momento, lógico que eu me desapontei um pouco, mas era apenas uma apaixonisse de momento, dava para reverter, e fiz o que tinha que fazer, falei que não iria servir de ponte para ninguém superar ninguém, acabou que ela dormiu na minha casa... Foi uma das melhores noites da minha vida? CLARO PORRA, E AINDA ELA FOI A PROTAGONISTA DE UMA DAS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DA MINHA VIDA. No outro dia, conversamos ainda mais, e na dúvida que eu estava, esperei pelo movimento dela, pra mim tudo é um jogo, cada detalhe e ação conta, e o turno dela foi pedir um Uber pra minha casa, pra passar outra noite comigo, e ela estava incrivelmente linda... maquiada com uma delicadeza... vestido que abraçava a arte corporal dela... e a boca que porta o melhor dos sorrisos...
Foi nesse momento que eu cometi o maior erro de todos, depois de uma noite incrível (outra), eu falei que queria ela pro resto da minha vida, ela ainda estava afetada pela outra, mas o coração dela já sentia alguma coisa por mim, além do relacionamento passado dela, tinha a minha ex...
E então eu entro no meu primeiro inferno.
Sim, é isso mesmo que você está pensando, 4 dias de conversa e eu já estava pedindo ela em namoro, eu não conhecia ela direito, e muito menos ela me conhecia, só que aqueles momentos foram ótimos, e foram por bastante tempos, mesmo com autos e baixos, só que cada vez que ela deitava no meu peito, e a gente conversava fica mais nítido que os dois se amava, e saiu dela, o primeiro "te amo", na qual terei a dor de nunca esquecer, e foi assim que depois de 6 dias de conhecer ela, resolvemos entrar em um relacionamento, depois dela ter completado um mês de sair do dela, e eu de ter tentado incontáveis vezes de retorna com minha ex. Aliás, minha ex... todos nós temos problemas, e o problema dela sempre foi se depender demais de mim, morávamos juntos, e depois de perceber que a gente não daria certo, terminei e voltei pra casa, porém ela era destruída psicologicamente, uma vontade de suicídio constante, e eu tinha medo de isso se torna uma realidade, mesmo terminando com ela, a moça nunca deixou de ter minha importância, antes de sermos namorados, eramos amigos, e isso não acabou, sempre vou me importar com ela, como a grande amiga que ela é. E nossa protagonista não entendia isso, até tentou compreender a gente guardar por um tempo, mas ela queria nos anunciar para o mundo... E no começo eu não entendia o "pra que?" só tentava explica que isso poderia acabar com a vida de uma pessoa, e depois de uma semana nisso, se encontrando todos os dias com ela, resolvi conversar com minha ex. Expliquei pra ela o que estava acontecendo, e que eu tinha encontrado outra pessoa, que não queria perder o contato dela, sendo ela uma das pessoas mais importantes da minha vida, acabou que minha ex entendeu, e ficou ressentida, ela sentia muita coisa, e queria voltar... mas ela seguiu o caminho dela e me deu apoio, ela simplesmente me queria feliz, era só eu correr pro abraço da minha então amada e vocês teriam lido o começo de uma linda história de amor...
E então eu senti pela primeira vez a chama silenciosa do primeiro inferno.
A pessoa cujo eu já chamava de "Vida", não achou isso o bastante, mesmo já declarando nosso namoro, ela queria mais, pediu pra eu cortar contato com minha ex, vulgo melhor amiga, dizia que não daria certo e me pressionou a prometer isso pra ela, e nesse meio termo, eu tive que ver ela tentando reconstruir uma amizade com a ex dela e falhando miseravelmente no mínimo, mas BELEZA, segui deixando a minha ex de lado e fui construir o que eu queria com a pessoa que eu desejava, e nas primeiras semanas, foi maravilhoso, eramos a melhor combinação do mundo, dava pra sentir os outros casais invejando, a gente era mais entrosado que Romário e Bebeto, mais bonito que o sol se pondo em um céu laranjado, muito mais divertido que o todo o elenco dos Barbixas fundido com o Hermes e Renato, se você não entendeu que éramos incríveis, coloca todas as referências ao seu gosto que você vai entender. Só que eu descia mais para o inferno e não sabia.
Os outros níveis do inferno.
Todo mundo briga, não é nenhum erro discordar com alguém, e os lados se alterarem, mas o meu pavio estava curtíssimo... Eu não me aguentava, imagina então os erros das outras pessoas? E eu falava com ela o que me incomodava, e não era coisa básica do tipo "aí não gosto do seu sotaque" tava mais pra "você poderia falar menos putaria no meio da rua entre as pessoas?". E isso foi piorando, e eu não sou nenhum santo, muito pelo contrário, sei que errei de ter falado com ela daquele jeito, e então foi aí que o MEU jogo começou a trocar de estilo, eu percebi que tinha que mudar meu jeito, meu comportamento e minha forma de tratar algumas coisas. Sou explosivo, se tem que brigar, eu brigo, mas cara, eu não queria perder ela, e nessas foi me tocando que poderia ser melhor eu me trancar na fúria e dialogar na calma, e sim, eu me moldei a ela. Não, não errei só nisso, fiz coisas na qual eu não me orgulho e nem sei como aconteceu, porém, eu estava lá, ouvi o dela, e mudei, é um mérito meu, eu quero que você que está lendo tenha sua própria resposta para isso, pois a minha resposta é, não, isso não é um mérito, se você percebe que está errado, você muda, ok! Ok? E eu infelizmente não vou te dar um Plot Twist e falar que estamos vivendo lindamente, pois a gente desceu mais os degraus... No nível de começar a culpar o jeito no qual a gente conversava no whats para poder brigar, ela falava que eu era outra pessoa no whats, que respondia seco e era monossilábico, eu nunca vi isso, para começo de conversar, e ninguém nunca reclamou isso de mim, o que eu achei mais estranho, porém ela falou que outras pessoas que ela mostrava minha conversava concordava com ela, e tentei mudar isso, mandava mas áudio no intuito de ser mais confortável pra ela, e então chegou nosso primeiro mês de namoro...
Eeeeeh laiá, se quiserem numerar os infernos, fiquem à vontade, pois eu não tenho saco.
Eu sempre odiei isso, de mêsversario, maluco, ninguém quer saber que seu bebê feio está fazendo 8 meses, ou então seu relacionamento que ninguém liga está no terceiro mês, sabe quem se importa pro seu relacionamento, você e sua companheira, e... era importante para nós dois... pra mim pelo menos...
Chegou o cujo dia, e eu tinha planejado uma coisa simples, porém de coração. Vinho, uma pizza, janela aberta com iluminação da lua, era um momento especial na qual queria deixar ainda mais especial. Não falei nada, só deixei as coisas acontecer, e eu não sei por qual motivo, mas ela não estava me ajudando para isso (descobri depois o porquê) e meio que ficava "aí vc quer me ver ou não", meio que se não fosse óbvio que SIM, não só pela vontade de ver ela todo o dia, como pela data, e eu falava que queria, porém ela achou que faltou "vontade" nas minhas palavras, e resolveu ir em uma festa no dia que marcava um mês no nosso relacionamento, eu não acreditei, fiquei encabulado, cara, era nossa noite, noite na qual você optou por passar com pessoas que eu nem sabia quem era, e sem mais nem menos, e vamos discutir de novo... Mas dessa vez foi diferente. Fui na casa dela, já tínhamos conversado sobre o que aconteceu pelo telefone, ela falando que eu não fui direto e parecia sem vontade de ver ela, e eu explicando que não, e que ela cagou pra mim e foi pra uma festa como se fosse nada de mais... Acabou que ela me falou que estava muito cansada pra um relacionamento sério, e que achava melhor a gente dar um tempo, até ela se sentir confortável para estar em outro relacionamento... Tudo que eu queria, era não perder ela, concordei como um desesperado, porém falei que não iria aceitar algumas coisas, entramos em um consenso, e agora sim estamos felizes até agora, claro que não...
Depois desse episódio, resolvi me dedicar ainda mais, fazia tudo que dava pra ela, andava pra qualquer canto com ela, ia buscar, levava ela, talvez vocês nem acredita, mas eu mudei a direção do vento só pra ver o vento tirar o lindo cabelo dela da frente do mais belo rosto, e isso não foi o bastante. Ela buscava mais coisas para a gente discutir, com coisas do tipo "não se mexe no celular na companhia de alguém" é até verdade, mas dá pra você abrir uma excessões quando você passa o dia inteiro com a pessoa, mas eu aderi, e continuei me mudando por ela, era meu foco a melhora dela, e ter nossas alianças de volta "sim, eu comprei alianças, e ela tirou quando pediu o tempo". Mas foi aí que as coisas começaram a mudar pra mim, não vou esquecer que a gente passou mais um tempo de boas, mesmo depois dela ter pedido o tempo dela, a gente brigou muito, e nisso eu estava pensando "será que é bom pra nós dois?" só que quando a gente passava a tarde juntos, eu perdia esse pensamento, pois eu amava ela de verdade, cogitei terminar sim com ela, mas a gente conversava e se resolvia, porém foi nessa que eu percebi que só uma pessoa mudava, eu...
E então, chegamos no último inferno.
Essa epopéia estava no fim, e eu nem percebi, mas vamos logo para o último capítulo. Eu já conhecia a família dela, pelo menos a parte que ela sente alguma coisa, e chegou a vez dela conhecer a minha, meu irmão que tava em Brasília veio com a minha prima e era o momento perfeito, minha mãe ia preparar um almoço especial, chamou até minha tia e meu tio, tava tudo perfeito, só não esperava por uma coisa importante, ela não ir... Então vamos lá, bora começar uma semana antes, ela estava mal, se sentindo triste, fui na casa dela e troquei meu melhor amigo (que estava fazendo aniversário) pra ficar com ela, ele simplesmente me implorou para ir, e eu só falei "me ocorreu um imprevisto", era ela o imprevisto, e dei a força que ela precisava, beleza, no outro dia ela saiu com a amiga dela (coisa que me incomodava, já que a amiga dela incentivava ela ficar com outras pessoas, mas dessa vez, eu achei que ela precisava sair da casa dela). Só que ela ainda estava meio pra baixo, e no final de semana, especificamente sábado, resolvemos sair, ela com a galera dela, e eu com meu amigo que eu tinha furado, no domingo era o almoço, beleza, a gente conversou no whats e parou em um momento da noite, eu não me lembro do restante da noite, fiquei muito bêbado (e não, não fiz nenhuma merda de bêbado, só não me recordo de como eu voltei pra casa e que horas), acordei cedo, que é estranho, e antes mesmo de mandar mensagem pra ela, 6h ela me manda um áudio, falando que tava voltando pra casa da amiga dela naquele horário e que não daria pra ir pra minha casa conhecer minha família, eu fui destruído aí, mandei um "tudo bem", esperei até às 7h, fui no mercado comprar as coisas pro almoço, e foi isso, a cada pessoa perguntando, "Hey, cadê a sua Vida", eu simplesmente colocava um sorriso falso no meu rosto e falava "tá passando mal hoje, vai ficar em casa", no meio do almoço ela me ligou, e eu falei que fiquei mal com isso, e que não queria ver ela. E lembra que eu falei que via as coisas como um jogo, foi esse momento que eu pensei em desistir de tudo, o mais forte desse sentimento. Ela veio em casa, e me ouviu dizer que não queria mais aquilo, eu tinha cancelado trabalho pra ir ver a família dela, quando ela ficou na rua pra não ver a minha, mas eu fui fraco, aceitei as desculpas dela... A mesma pessoa que fala que desculpa não é uma palavra, e sim uma ação, e foi nisso que eu me peguei. E no outro dia, ela tinha uma entrevista de emprego online, na qual o entrevistador não foi com a cara dela (e ele foi babaca, ela foi incrível na entrevista), s acabou nela não passando, ficou devastada, e eu ainda meio chateado com ela, larguei de lado esse sentimento, e fui ajudar ela, comprei bebida, a melhor pizza que eu podia pegar (dominos é claro) pra ver ela levando o vinho que peguei pra beber com a amiga dela...
Ok...
Queria muito ver ela, e na sexta foi o dia, IRRAAAAAAAA, vou ver ela, e ela vai passar o dia comigo, vamos ter a melhor noite de todas e nada disso vai acontecer... Tirando a parte de ver ela, eu fui, e passei incrível 3h lá, a amiga dela falou que tava na bad, e pediu pra ela ir lá, e fodac eu. Mas até aí tudo bem, a garota lá precisava de uma companhia, acompanhei ela até um lugar pro Uber ficar tranquilo, e trocamos mensagem até de noite, quando ela resolveu sair... E sumiu... De madrugada (umas 5h) ela falou que a noite dela foi incrível, que conheceu um cara na qual conversou bastante, e que se divertiu muito, e isso foi as últimas coisas que ela me falou no final de semana resto de sábado, domingo e começo de segunda. Então começou a semana, fui entregar currículo já pensando "isso não está acontecendo" "deve ter uma resposta melhor", a única coisa que ela deveria fazer, era me valorizar depois da pisada de bola do almoço, e não contente, ela me pisa na com os dois pés depois, eu precisava entregar aqueles currículos, eles perderiam a data de vencimento, já que no outro dia eu teria 23 anos, e foi o pior dia do meu ano, eu tava visivelmente abalado, cheguei a vomitar no meio da rua, e mandei mensagem pra ela, pra saber se como estava, e ganhei um incrível "oi, c tá bem?". Cara eu já não tava legal, estava no meio da rua mal, e ainda ganho uma dessa, como se fosse um qualquer na vida dela, mandei um áudio pra ela, falei que não tava, que ela tinha sumido final de semana e queria conversar com ela, e sim, já ia com intensão do pior, colocar todas as coisas dela na minha bolsa, e com a pior das hipóteses já terminava ali, só que fui surpreendido... ela responde a porra do áudio com um "ah, não sei oq vc entendeu, nosso lance é casual, eu tive um final de semana cheio, virei duas noites, pipipipopopo" as lágrimas do meu rosto já estava deixando de existir com a falta de senso dela, eu simplicidade liguei e a única coisa que eu consegui falar foi "Eu desisto." Falei que ia encontrar ela e levar as coisas que estavam na minha casa, e pedi pra ela levar as minhas coisas (inclusive as alianças que ficou com ela), quando ela me chega, toda sorridente, fazendo sinalzinho com a mão, e eu não querendo acreditar, não sabendo se ela não entendeu a grandeza dos acontecimentos, ou porquê eu era só um qualquer pra ela, ela sentou na minha frente e disse "aí, eu não vou mais correr atrás de você... E blá blá blá" era uma realidade horrível, eu não estava acreditando que vivia aquilo, eu pedi minhas coisas, dei a dela, e disse tchau, e ela teve a pachorra de me perguntar se eu não ia abraçar ela, será que em algum momento ela percebeu minha expressão facial? Ela olhou pro vermelho dos meus olhos? Ou então notou o tom da minha voz? Eu cheguei em casa, destruído, e desativei tudo que poderia, graças a Deus eu ainda tenho pessoas que se importa comigo, e me ligaram, falei que ia me isolar um pouco e que qualquer coisa poderia me ligar. Foi a pior noite da minha vida, não dormi nada, e não aguentava nada, quando chegou as 7h da manhã, resolvi sair, chorando que soluçava, e fui para o parque, sentei no banco, e fiquei lá, quando a primeira pessoa me liga, me dando os parabéns (sim, era meu aniversário), eu não sabia oq falar e disse que tava ocupado, na segunda eu não consegui enganar, e percebeu minha voz de choro, falei que logo ligava de novo, e na terceira, eu desabei, era minha ex, a única pessoa que eu não esperava, ela sempre sabe quando eu não estou bem, e ela me deu um pouco de energia, me incentivou a ir pra casa, ver minha mãe, e sair com algum amigo, levantei animado, as palavras dela fazia sentido, até lembrar que a única pessoa que eu realmente queria a ligação não fez questão, e aconteceu uma das piores coisas da minha vida, eu simplesmente olhei para um carro na rua, e fui em direção a ele, a sorte que eu tive do cara ter feriado hoje eu vejo que é incrível, a sorte que eu tive de só ter subido em cima do capô dele e ver ele de tão perto atrás do parabrisa só mexendo a boca não entendendo nada que ele falava, sai de cima do carro e sentei na calçada, depois de uma longa conversa entre um grupo de pessoas, um cachorro e comigo mesmo, resolvi ir pra casa, lavei meu rosto e abri a geladeira, minha mãe tinha feito uma torta pra mim e comprado pizza pra fazer de noite, a minha relação com minha mãe é de mais ou menos pra ruim, porém naquele mesmo dia, foi ela que me viu chorar depois de me desejar sorte, sendo que quem eu chamava de "Vida" me deu o pior parabéns possível pelo Instagram.
Até hoje, dois dias depois do meu aniversário, ela não apareceu pra falar qualquer coisa, e eu realmente não quero ver a cara dela, pois eu tô destruído, até agora eu tô recebendo ligação e mensagem de pessoas que realmente se importa comigo, pedindo pra me ver, e eu não conseguindo, porque essa é a pior versão de mim, e eles merecem muito mais que isso, eu tô pensando em tanta coisa ruim agora, e minha mente tá conturbada tentando simular isso como se nunca tivesse acontecido, e eu realmente não consigo acreditar como esses poucos meses, destruíram tanto minha vida.
Você que leu isso até agora, agradeço muito por reservar esses minutos da sua vida pra esse texto, eu começar ele umas 23h da noite, e tô terminando agora 6h17, depois de parar algumas vezes, e me desculpa pelo tamanho. Eu só achei que precisava compartilhar isso com alguém.
Obrigado por ter chegado até aqui.
submitted by nofimnaime to desabafos [link] [comments]


2020.10.28 22:05 rick17fire Olá Pessoal para quem quer Conhecer Portugal

Olá pessoal existe um jogo muito divertido para conhecer Portugal e a Cultura. Podes dar uma olhada aqui
submitted by rick17fire to brasilivre [link] [comments]


2020.10.27 17:29 cidopina Estou enojado com esse trecho do livro "A Classe média no espelho", do Jessé Souza. Não que eu não soubesse que isso acontecia, mas não imaginava que era tão "normalizado" assim.

Sérgio: o CEO de um banco explica como se compra o mundo

Sérgio não é um CEO qualquer. Muito inteligente, culto, leitor de psicanálise nas horas vagas – a mulher é psicóloga –, ele é dessas pessoas que têm prazer numa sinceridade desconcertante. Sérgio tinha plena consciência de quem era e do que fazia. Se no passado teve algum problema com isso, agora não deixava transparecer nenhum incômodo.

Desde a adolescência, ele era grande amigo de João Carlos. Filho de banqueiros, havia acumulado fortuna própria na década de 1990, durante o governo de FHC, administrando fundos de investimento estrangeiros que ganharam uma grana preta com as privatizações levadas a cabo no período. Segundo Sérgio, João Carlos começou como um hábil representante de bancos estrangeiros e abriu inúmeras portas de investimento para os parceiros por meio de suas relações nos meios financeiros paulistanos, bem como no poder político e no Poder Judiciário, tanto em Brasília como em São Paulo. Lucrou tanto se utilizando do dinheiro alheio que fundou o próprio banco.

Nessa época, Sérgio frequentava uma faculdade de Direito nos Estados Unidos. Depois passou um ano em Londres, estudando finanças e ciência política e, por indicação de amigos do pai, estagiando num escritório que lidava com o mercado financeiro. Morou também em Sevilha, na Espanha, onde descobriu sua área jurídica de predileção: o direito administrativo.

No início dos anos 2000, quando voltou ao Brasil depois de quatro anos de pós-graduação no exterior, com pouco mais de 30 anos, o amigo João Carlos já era um multimilionário por “esforço próprio” e apenas naquele ano tinha ganhado mais dinheiro do que o pai durante toda a vida. Como o negócio do banco – aliás, o de todos os bancos hoje em dia – dependia da intersecção entre mercado e Estado, João precisava de alguém de confiança para cuidar da parte jurídica, antes terceirizada em diversos escritórios. Sérgio recebeu então carta branca para montar sua equipe de trabalho. Hoje o departamento jurídico é o centro nervoso do banco, com tudo passando pelas mãos de Sérgio, e ocupa um andar inteiro de um prédio moderno, decorado com luxo e bom gosto.

Quando lhe perguntei qual era seu trabalho, Sérgio não titubeou.

O João é o gênio, sabe onde estão o dinheiro e as oportunidades, pensa nisso o tempo todo. Eu só faço comprar as pessoas necessárias para que as coisas aconteçam como ele quer. Não fui eu que inventei o mundo como ele é, só procuro sobreviver da melhor maneira possível. O mais importante no Direito é conhecer os meandros da linha cinzenta entre o legal e o ilegal. Meu trabalho é expandir ao máximo a margem da legalidade a serviço dos interesses do banco.

Como já existe toda uma legalidade paralela que cuida dos interesses do setor financeiro, meu trabalho é fazer com que o nosso banco fique com o melhor pedaço da torta. Nossa equipe tem mais de vinte advogados escolhidos a dedo e bem pagos. Mas eles fazem o ramerrão do trabalho jurídico. O dia a dia. Eu faço os contatos com juízes, políticos e jornalistas e cuido dos clientes estrangeiros. Com o serviço jurídico, no sentido tradicional, meu trabalho não tem nada a ver. É mais gestão de clientes, dar a eles o que querem, dizer o que querem ouvir, beber o que eles querem beber e ser discreto e sóbrio em tudo.

E o que eles querem?

Aqui em São Paulo o que move tudo é o dinheiro e todo mundo quer viver bem. As pessoas são compradas com dinheiro vivo e com depósitos em paraísos fiscais criados para isso. A gente sabe fazer bem feito. Sem deixar rastro. A cidade é toda comprada, não se iluda, toda licitação pública e todo negócio lucrativo, sem exceção, é repartido e negociado.

Todo mundo tem um preço. Até hoje não conheci quem não tivesse. E para todo negócio é necessário uma informação privilegiada aqui, um amigo no Banco Central ali, uma sentença comprada ali ou a influência de um ministro em Brasília acolá.

Além da compra direta, em dinheiro vivo ou depósito no exterior, a gente tem que paparicar constantemente os caras. Uma forma eficaz são os presentes constantes, sem a expectativa imediata de contrafavores. Isso gera simpatia. Às vezes você ganha até um “amigo”.

Todo mundo adora vinhos caros, e as mulheres desses caras adoram essas bolsas que custam 50, 60 mil reais. Se é alguém com conhecimentos técnicos, você pode promover seminários e palestras, e pagar muito além do que se paga nesse tipo de mercado. Para cada tipo de cliente e de gente existe um jeito mais conveniente de comprar sem parecer que está comprando.

Não fazemos isso em troca de um serviço concreto. Isso é muito importante. O que construímos é um círculo de amigos. Temos uma lista grande de pessoas que simplesmente presenteamos no aniversário e em diversas outras ocasiões, ano após ano. Presentes bons e caros. Não economizamos nisso. Aí, quando você precisa, pode contar com a boa vontade do cara. Isso é o que chamo de criar relações de confiança.

E o pagamento direto por serviços específicos?

Obviamente isso também existe. Aí pagamos em paraísos fiscais, por meio de transferências sucessivas entre dezenas de empresas de fachada, de tal modo que nem Sherlock Holmes consegue refazer o caminho original.

Hoje em dia existem meios ainda mais eficazes de eliminar os riscos, mas este é nosso pulo do gato, e não posso lhe contar. Mas não fica rastro, posso assegurar. Esta, afinal, é a nossa mercadoria: a segurança no investimento. E, sendo um banco, tudo fica mais fácil. Não é só no caso do nosso banco: todos os bancos, inclusive os maiores, fazem a mesma coisa.

A mina de ouro de qualquer banco comercial ou de investimento é o Banco Central. Ali só entra gente nossa. E o país é gerido a partir do Banco Central, que decide tudo de importante na economia. É lá que a zona cinzenta entre legalidade e ilegalidade define a vida de todos. Isso não aparece em nenhum jornal.

Podemos fazer qualquer tipo de especulação com o câmbio, como nos swaps cambiais, por exemplo. Se der errado, o Banco Central cobre o prejuízo. Não existe negócio melhor. Se der errado, o famoso Erário paga a conta. Quem controla toda a economia somos nós e a nosso favor, o Congresso nem apita sobre isso. Quando, muito eventualmente, decide sobre algo, apenas assina o que nós mandamos, essa é verdade que ninguém conhece porque não sai em nenhuma TV.

Claro que tudo é justificado como mecanismo de combate à inflação, e não para enriquecer os ricos. Para quem vê isso tudo funcionar a partir de dentro, como no meu caso, é até engraçado.

Essa é a estrutura legalizada pela opacidade do Banco Central e da dívida pública. Mas e os negócios ilegais mesmo?

Não existe negócio que não seja intermediado por um banco, seja legal ou ilegal. Essa história de operador e doleiro é coisa da Lava Jato e da imprensa para desviar a atenção da participação dos agentes financeiros. Os bancos são completamente blindados porque inventaram um meio infalível de distribuir dinheiro para quem já tem muito poder e dinheiro. Falam de todo mundo menos de nós, que comandamos tudo.

Para mim, aí é que está o poder real, o poder do dinheiro. Na verdade, são os bancos os operadores e os doleiros, e todo o dinheiro sai de bancos, seja dinheiro limpo – na realidade, sempre dinheiro que foi tornado limpo –, seja dinheiro sujo. A não ser que você fabrique dinheiro em casa.

Aliás, parte do lucro dos bancos vem de lavar dinheiro e intermediar transações. Mas o grosso da grana vem do Banco Central, das remunerações de sobras de caixa – que são ilegais, mas sobre as quais ninguém diz nada –, das operações de swap cambial, dos títulos da dívida – enfim, o Banco Central é nossa mãe. É tudo escancarado, mesmo com inflação zero e o país na ruína.

Nosso lucro é legal, ou seja, legalizado, já que somos intocáveis e ninguém se mete conosco. Boa parte dos juízes e ministros de tribunais superiores, como todo mundo no meio sabe, advogam por interposta pessoa, e nós somos os principais clientes de alguns e de quem paga melhor. São os bancos que pagam as eleições do Congresso quase inteiro. Aí você pode legalizar qualquer coisa, qualquer papel sujo que a gente mande ao Congresso os caras assinam. Nesse contexto, onde se pode tudo, as operações abertamente ilegais são uma parte menor dos lucros, mas obviamente existem.

Se ninguém imprime notas de dinheiro no quintal, é óbvio que todo o dinheiro, inclusive todo dinheiro sujo, vem dos bancos, que retiram parte do seu lucro real intermediando essas relações e lavando esse dinheiro. Os bancos controlam o que você vai fazer com o dinheiro e todo dinheiro pode ser rastreado.

Toda transferência bancária tem um chip e, se você quiser saber de onde o dinheiro vem, dá para saber. Inclusive nas transações internacionais. Se a transferência é em dólar, tudo passa por Nova York e recebe um número. Mas ninguém quer saber, essa é a verdade. Como os bancos mandam na imprensa, nos juízes e nos políticos, a intermediação de todo dinheiro ilegal jamais é denunciada. E se for denunciar, você é que acaba preso. Isso eu garanto.

Como funciona mandar dinheiro para propinas no exterior, por exemplo, para comprar gente em Angola, na companhia de petróleo?

Você liga para o presidente de um banco [e cita, testando minha reação, o nome do presidente de um grande banco] e pergunta qual a comissão dele para fazer remessa.

“Assim, na cara de pau?”, pergunto. “E como você acha que funciona?”, indaga Sérgio, rindo e se divertindo com minha surpresa.

Lembra daquelas malas do Geddel? Como você acha que aquele dinheiro chegou naquele apartamento? Dinheiro não dá em árvore. Quem tem a possibilidade de fazer o dinheiro circular de um lugar para outro são os bancos, mais ninguém.

Não há nenhum caso de corrupção em que o dinheiro não venha de um banco. Ou seja, os bancos são os intermediários, sempre. A imprensa nunca toca nisso porque é tabu. Afinal, a imprensa é nossa.

Como assim?

Vou lhe contar um caso. Assim que cheguei no banco, o João Carlos estava com problemas com um jornalista, metido a investigador, que publicava todo dia uma notinha chata sobre negócios nossos aqui em São Paulo. O João ofereceu milhões ao cara para apoiar projetos dele se aliviasse a pressão, mas o cara não aceitou. Foi um caso raro, pois era uma grana e tanto na época. O que fizemos? Compramos o jornal, um dos maiores do Brasil, e demitimos o fulano.

Agora decidimos o que sai ou não, pois somos os donos do jornal. Não precisamos pedir nada a ninguém. O jornal é literalmente nosso. Toda a imprensa hoje em dia é assim, de um modo ou de outro. Ou eles devem os olhos da cara aos bancos ou os bancos são os donos diretamente. Por isso não sai nada na imprensa contra os bancos. A imprensa é toda nossa: televisão, jornais, internet, o que você pensar.

E com os políticos e os juízes, como funciona?

Com os políticos você paga a eleição do cara e o que sobrar, se sobrar, porque toda eleição é mais cara do que se imagina de início, ele embolsa. Aí cobramos e montamos a agenda do cara. Ou então pagamos por serviço, como expliquei, normalmente uma parte em dinheiro vivo e outra em depósito sigiloso. Às vezes, num caso ou outro mais complicado, que precisa ser resolvido para os negócios andarem, você faz um depósito no exterior para vários ao mesmo tempo.

A coisa funciona do mesmo modo em Brasília e em São Paulo, e com todos os partidos políticos. Aquilo que aquele maluco da Odebrecht fez, ao criar um departamento de propina, todo banco tem, é como os negócios andam, não tem outro jeito. Mas a gente não deixa rastro como fizeram esses malucos. Ninguém é “santo” [referindo-se à suposta alcunha de Alckmin no livro da Odebrecht], pode acreditar.

E com o Poder Judiciário?

Com os juízes os presentes funcionam que é uma beleza. O cara termina incorporando ao salário – afinal, é a mania deles. A coisa que mais irrita um juiz é saber que um advogado ganha muito mais do que ele. Na verdade, quando o advogado é muito rico, pode ter certeza que também enfia a mão na merda. Como advogado, para enriquecer de verdade, você tem que saber comprar promotores e juízes, além de advogados de outras empresas, para que escolham o seu escritório quando houver necessidade. A Lava Jato está cheia disso. Cansei de ver um colega fodendo o outro para depois ficar com a conta da empresa. Talento muita gente tem, mas construir um círculo de poder e dinheiro e saber gerir isso, mesclando cuidado e ousadia, poucos sabem.

É por saberem disso que muitos juízes ficam putos com o dinheiro que os caras ganham. Sempre acham que merecem ganhar ainda mais do que os advogados mais bem pagos, porque os riscos maiores seriam deles, e não dos advogados. Mas a verdade, e todo mundo sabe, é que a maior punição que um juiz recebe é aposentadoria compulsória, e mesmo para chegar a isso tem que aprontar um monte e fazer muito mal feito.

E como vocês recompensam os juízes?

É um pouco diferente, porque os caras são muito vaidosos, alguns se acham intelectuais. Quando o cara é muito vaidoso, o melhor método é pagar uma palestra com 100, 200 ou 300 mil reais, e ainda faz o cara se convencer de que é por sua cultura jurídica. Ou fazemos seminários internacionais com grandes jornais e revistas comentando e fotografando – aí eles piram. Nesse meio, você tem que saber comprar a vaidade dos caras, fazer com que se sintam mais importantes do que são. Ou então compramos diretamente a sentença.

Você pergunta o preço da sentença e paga, assim, na cara de pau?

“Como você acha que funciona?”, retruca Sérgio, sempre se divertindo muito por estar dando aulas de sociologia prática da vida real.

Vou lhe contar um caso que vai fazer você entender como tudo funciona. O João queria abrir uma casa noturna em Florianópolis, só para se divertir. O diabo é que encasquetou de construir a boate num lugar que era área de proteção ambiental, o MP [Ministério Público] local encrencou e a história virou uma pendenga judicial. Aí tive que ir lá para acertar com o juiz. Quando deixei tudo combinado, o João mandou uma loura – que foi favorita dele durante um tempo e depois passou a trabalhar com a gente, dessas muito bonitas e de 1,80 de altura, como só tem no Sul – levar, numa bolsa grande dessas de marca, um milhão de reais, misturando reais e dólares.

A ordem do João foi mais ou menos assim: “Põe aquele vestido vermelho justinho da Armani que te dei, entrega a mala e faz o juiz feliz.” O fulano passou um fim de semana com a loura, ficou com o dinheiro e a mala, e o João construiu a boate bem onde queria. É assim que funciona com o Judiciário.

Mas não foi uma experiência agradável, vou confessar, já que a moça foi humilhada de um modo meio violento. Fomos ela e eu levar a mala com dinheiro vivo para o juiz. Começamos a discutir o modus operandi jurídico do caso com o juiz e mais dois auxiliares na própria sala do juiz, depois do expediente.

Betina, era assim que a moça se chamava, era estudante de Direito e de vez em quando arriscava um palpite sobre o caso. A certa altura, o juiz se irritou e disse que ela não era advogada, mas puta, e estava ali para outro serviço. Na mesma hora, botou o pau para fora, na minha presença e de outros dois, e mandou a moça chupar.

Depois mandou que fizesse o mesmo com os dois funcionários. Em seguida entra um terceiro assistente, todos obviamente de confiança do juiz e de sua equipe “privada”. Ao ver a moça ainda de joelhos e já com o belo vestido meio rasgado, lança um olhar entre divertido e intrigado à cena, e então o juiz o interpela: “Quer também?” Ato contínuo, a moça cumpre pela quarta vez o mesmo ritual. Esse pessoal adora um abuso, quase tanto quanto dinheiro.

As mulheres sempre participam desse jogo?

Nem todo mundo gosta de misturar putaria e trabalho, mas se você for carente e cair nessa, está fodido. Aí fica na mão mesmo. E o diabo é que o que mais existe é gente carente afetivamente, que sem perceber cai nessa armadilha. Eu, por exemplo, não participo. Como tenho mulher parceira, não tenho este tipo de carência. Não digo que não tenha participado uma vez ou outra, nesses quase 20 anos em que trabalho aqui, mas não é a minha praia.

Mas tem muitos que gostam. Os estrangeiros, por exemplo, adoram. Passei um ano em Londres trabalhando como estagiário na área jurídica do mercado financeiro e lá a putaria é mais pesada. Onde tem muito dinheiro tem muita putaria. Pesada mesmo, todo tipo de coisa que você for capaz de imaginar. Tipo alugar castelo do século XVII para um fim de semana com muita droga e muita festa para todo tipo de gosto.

Afinal, todas as máfias do mundo estão por lá, russos, árabes, africanos, brasileiros. Londres é uma grande lavanderia atrás da fachada da realeza. Comparados com eles, somos amadores. Mas o João sabe fazer esse jogo, não é nenhum amador. Por exemplo, para funcionar, não pode parecer putaria barata, e o João é um gênio nesse jogo.

Outro dia tivemos um cara, um norueguês, da companhia de petróleo deles. O cara sabe tudo de prospecção de petróleo. O João se encarregou pessoalmente de armar a festa. Ele tem uma ilha em Angra só para isso, com heliporto e um iate lindo. Tudo encoberto pela mata atlântica, privacidade total. É um fim de semana de sonho.

A gente tem de 15 a 20 mulheres lindas, que podemos chamar a qualquer hora, algumas ganham presentes caros todos os meses, outras a gente paga mesmo, e nenhuma delas você diria que é puta. São lindas, elegantes, sabem conversar, usam roupas caras, se comportam e não destoam em nenhum ambiente. Algumas você deve conhecer, aparecem na internet, mas isso eu não posso contar. O norueguês, por exemplo, ficou tão louco que queria levar uma delas para a Noruega.

O João aproveita e chama ainda um juiz, um político, um amigo do mercado ou um procurador mais chegado, chama também alguns daqui do banco mesmo, que sabem criar o ambiente mais relaxado e agradável possível, tudo para criar um clima de festa normal. O segredo é forjar “amizades”. Às vezes montamos negócios inteiros com todos os interessados participando, mas sem parecer negócio, como se fossem amigos se divertindo.

Você tem que saber misturar e montar para parecer diversão entre os “parça”, entende? Lá as meninas sabem fazer o trabalho do melhor modo possível. Tudo parece a coisa mais natural do mundo, como uma festa normal e animada entre conhecidos. Nisso de criar uma relação de confiança, o João é impagável. Eu só faço o meio de campo. O astro é ele.

E cabe a você comprar as pessoas para os negócios andarem?

Quem existe neste mundo que não é comprado de alguma forma? Comprar alguém bem comprado não envolve só dinheiro. Você tem que comprar uma relação de confiança. Sem isso, todo o dinheiro do mundo não conta. E isso é um talento.

João costuma dizer que quem manda no Brasil, a elite, não soma mais do que 800 pessoas, e que ele e eu conhecemos cada uma delas. Dessas 800 pessoas, 600 estão em São Paulo, 100 em Brasília e 100 no resto do Brasil. Temos uma relação excelente com boa parte desse pessoal, e diria que, com pelo menos umas 100 dessas 800 pessoas, temos uma relação de confiança construída ao longo dos anos.

Um banco, como qualquer empresa, vive de oportunidades de negócios que a conjuntura econômica e política cria. Se você é realmente um bom empresário, não pode ficar apenas esperando que a oportunidade surja com a conjuntura, pois aí vai ter muitos rivais e concorrentes.

Um bom empresário ou banqueiro é o que percebe a oportunidade quando ela aparece. Mas se você é muito bom, melhor que os outros, como no caso do João, então você tem que fazer com que a oportunidade aconteça só para você ou que você possa aproveitá-la antes dos outros.

Este é o segredo do nosso negócio. Se deixa passar uma janela de oportunidade, você não é bom no que faz. Mas nós somos muito bons no que fazemos. Nós criamos a oportunidade de tal modo que ela caia no nosso colo. Para isso servem as relações de confiança cultivadas ao longo dos anos.
submitted by cidopina to brasil [link] [comments]


2020.10.26 04:03 PoshiHero Esse é ShieldWall. um joguin tipo simulador de guerra. só que mais daora. com o modo historia baseado nas lutas que já aconteceram na historia. achei divertido de assistir na stream do xqc. vim recomendar (esse é o trailer, mas o jogo já lançou )

Esse é ShieldWall. um joguin tipo simulador de guerra. só que mais daora. com o modo historia baseado nas lutas que já aconteceram na historia. achei divertido de assistir na stream do xqc. vim recomendar (esse é o trailer, mas o jogo já lançou ) submitted by PoshiHero to patopapao [link] [comments]


2020.10.24 00:02 tamaochan Jogo divertido...

Jogo divertido... submitted by tamaochan to MemesBrasil [link] [comments]


2020.10.22 13:12 infocryptocoins GANHE HOJE! Novo Jogo para Ganhar Dinheiro no Celular! (Lucrativo e Divertido) - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido dinheiro

GANHE HOJE! Novo Jogo para Ganhar Dinheiro no Celular! (Lucrativo e Divertido) - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido dinheiro submitted by infocryptocoins to CertificadoDigital [link] [comments]


2020.10.20 02:37 eraldopontopdf Nerdplayer de Valiant Hearts, um dos meus jogos e também nerdplayers favoritos. Divertido e querido ao mesmo tempo. Espero que gostem.

Nerdplayer de Valiant Hearts, um dos meus jogos e também nerdplayers favoritos. Divertido e querido ao mesmo tempo. Espero que gostem. submitted by eraldopontopdf to jovemnerd [link] [comments]


2020.10.19 16:58 shylizie Deixei de viver coisas boas

Eu tenho uma impressão constante que eu deixei de viver coisas realmente boas, acho que por minha vida ser chata e entediante quando eu vejo algo legal eu desejo ter vivido aquilo. Semanas atrás eu assisti um documentário na netflix chamado GDLK, é sobre games e uau eu amei muito e ver como aquilo uniu as pessoas, marcou uma geração inteira eu desejei muito ter vivido aquilo. Eu sou garota e nasci no final de 2001 e eu nunca joguei um video game, nunca tive um e sempre me pareceu tão legal e atualmente acesso aos jogos é algo bem mais simples mas eu sinto que é tarde pra eu começar, parece que esse pessoal que joga começou tudo antes de 2012 e as crianças de hoje jogam desde sempre. Acho que por me sentir solitária eu fico querendo me sentir parte de algo, ter algo em comum com outras pessoas e é algo divertido. Eu sei que a comunidade gamer tem seus podres, mas todos os lugares tem o lado ruim e o lado bom. Eu queria para de lamentar pelo o que eu não vivi e começar a fazer algo que eu gostaria de me lembrar de ter feito parte daqui 10, 20 anos
submitted by shylizie to desabafos [link] [comments]


2020.10.10 06:54 notjohneric Pequeno Servidor No Discord

Postei isso à 12 horas atrás e estou postando de novo agora que está de noite no Brasil pro pessoal da madrugada ver também.
Eu tenho esse pequeno servidor no Discord já faz alguns anos, estou pensando em expandir um pouco pra poder conhecer mais pessoas e interagir um pouco mais.
Eu quero que seja algo seguro e divertido pra todos, então acima de tudo quero que todos se respeitem lá. Racismo, sexismo e ou qualquer coisa que desrespeite alguém não será tolerado. Quero que as pessoas possam se sentir seguras lá pra fazer amizades e conversarem.
Temos um canal pra jogar Pokemon, um canal de citações pra compartilhar citações de filmes, livros e outras coisas que você goste. Temos um canal de estudos onde o pessoal se junta pra estudar junto as vezes. Estamos sempre jogando alguns jogos diferentes, inclusive já tivemos algumas sessões de D&D lá.Também temos pessoas de outros países lá (inclusive eu que moro no Japão), então vira e mexe a conversa no chat é em inglês, mas qualquer coisa eu posso criar canais de texto diferentes pra cada língua.
Vou deixar o link aqui, fiquem a vontade pra se juntarem a nós e conhecer o servidor!Caso tenham alguma pergunta sobre o servidor fiquem a vontade para perguntar nos comentários ou na minha DM.
https://discord.gg/Q7j25Y
submitted by notjohneric to desabafos [link] [comments]


2020.10.09 00:27 vitortle Quando o time do meu pai perde, eu me divirto muito.

Eu não sou muito de torcer pra time de futebol. Houve até uma época que eu era flamenguista, mas torcer já não faz mais sentido pra mim. Eu não diria o mesmo do meu pai.
Quem é cruzeirense já identificou pelo título do que eu estou falando. Meu pai é cruzeirense. E com esta informação, vocês já conseguiram tirar que eu estou me divertindo muito durante este ano.
A questão é que eu nunca vi meu pai tão puto por conta de um time quanto agora. Eu até achava que para ele, cruzeiro não fazia muita diferença. Até que o Cruzeiro caiu pra segunda divisão e neste momento, 14 jogos depois, se encontra em antipenultimo colocado. Antipenultimo da segunda divisão. Superado, negativamente, apenas por Guarani e Oeste.
Como funciona e porque eu me divirto? Eu gosto do meu pai, não é este o caso. É só que me diverte ver a relação dele com o Cruzeiro e entrar com ele nessa parada. Sempre que tem um jogo do cruzeiro eu faço questão de assistir com ele para apoiá-lo. Ele sempre assistia e reclamava sozinho então pensei que seria interessante ele ter uma pessoa para interagir. Então sempre que ele reclama, eu também entro na reclamação como se eu estivesse tão ou mais indignado que ele. Só que isto me diverte bastante. Vocês não têm ideia. Eu não demonstro esta diversão ao meu pai por respeito, mas talvez isto contribua para que seja mais divertido ainda... Sei lá se isso é errado...
Te amo, pai. Vai dar tudo certo e o cruzeiro vai subir pra primeira divisão novamente... Algum dia, quem sabe...
submitted by vitortle to desabafos [link] [comments]


2020.10.07 20:02 BathrobeHero_ Procurando alguém pra jogar Resident Evil 6 (PC-steam) comigo

Sou bem fã da série, e o 6 é o único que não terminei, comecei a jogar no splitscreen com um amigo, mas com o covid acabamos deixando de lado. Tô no meio da campanha do Chris, mas se quiser posso começar do zero também. Não queria jogar solo pois o jogo é absurdamente mais divertido no co-op.
submitted by BathrobeHero_ to coopinder [link] [comments]


2020.10.07 14:51 Mr_snow07 🔴FINAL DO MERCADO DE TRANSFERÊNCIAS 🔴

Ontem acabou o mercado de transferências, e nós decidimos falar sobre as transferências uma a uma !
🔴TODIBO🔴
Uma grande adição á defesa benfiquista, depois da saída de Ruben Dias, ele é muito dotado defensivamente e sem dúvida que pode vir a ser titular da equipe encarnada!
🔴OTAMENDI🔴
Outra boa contratação e vai ser extremamente divertido ver a competição com Todibo e Vertonghen, lembrando que ele fez grandes épocas fora e dentro de Portugal, as suas passagens mais significativas foram: O Porto; O Valência e o Man City!
🔴PEDRINHO🔴
Uma das contratações mais contestadas, foi o Pedrinho, pela quantia monetária que custou, mas tem tudo para ser um grande jogador e acredito que foi um bom investimento para a equipe encarnada!
🔴HELTON LEITE🔴
Uma contratação bastante útil, em princípio Helton chegou pra ser o segundo guarda redes caso Vlachodimos se lesione
🔴VERTONGHEN🔴
Pessoalmente a minha favorita! Um jogador de alto nível e acima da média, acho que a sua titularidade é a menos contestada na equipe encarnada, só pelo facto de á apenas 2 anos estava a jogar uma final da Champions a alto nível, realmente acho uma grande opção para a nossa defesa!
🔴WALDSCHMIT🔴
Resolve o problema para essa posição e outro jogador com alta qualidade e potencial, acho que tem muita qualidade para a equipe encarnada
🔴CEBOLINHA🔴
Um jogador acima da média, se calhar dos melhores extremos do mundo, titular em inúmeros jogos da seleção brasileira, e tem tudo oq é preciso para ser uma lenda do Benfica!
🔴 GILBERTO 🔴
Vai disputar posição com o capitão, ainda tem que provar o seu valor n á muito que dizer sobre este jogador
🔴DARWIN🔴
A segunda transferencia mais contestada, apenas atrás de Pedrinho, também pelo preço mas acho que tem tudo para dar certo e ser um dos melhores Ponta de Lança do Benfica
submitted by Mr_snow07 to benfica [link] [comments]


2020.10.07 01:59 ThyFonn Procurando um jogo

Gente, eu sei que aqui não é pra isso, mas eu tava conversando com um amigo meu e nós lembramos de um jogo antigo que jogávamos no click jogos. Era um jogo ÚNICO em 3d, era como se fosse 2 jogos em um. Você podia ter carros, fazer festa em uma daquelas arenas gregas e também era medieval. Você matava monstros, encontrava outras pessoas, podia comprar animais para andarem como você, como lobos, cavalos, dragões, até unicórnios. Tinha um castelo com uns portais que você entrava e não conseguia sair mais de lá, tinha que resetar o jogo. E outra coisa é que o mapa era uma ilha, então, na água, ficava sempre um barco passando em volta, todo mundo saia correndo pra pular e entrar no barco antes que ele saísse, porque ele demorava muito pra voltar.
Eu jogava todo dia esse jogo e ficava horas lá porque era muito divertido, dava pra conversar com outras pessoas e fazer amigos. Mas o nome desse jogo era GIGANTE e eu nunca conseguia lembrar, sempre procurei ele na parte de jogos 3d do click jogos. Então um dia, eu procurei e nunca mais encontrei.
Alguém aí já jogou, sabe o que aconteceu com ele, se ele ainda existe ou lembra o nome????
submitted by ThyFonn to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 17:17 jvcscasio Se você gosta de DnD e de ficção científica, jogue Stars Without Numbers

Se você gosta de ficção científica e de jogar DnD, você talvez tenha tido vontade de pegar um sistema que permita você levantar vôo e atravessar s estrelas em aventuras incríveis.
Mas aprender um sistema novo é muito difícil, especialmente se você é uma pessoa ocupada como eu. Então eu gostaria de sugerir hoje um sistema chamado Stars Without Numbers.
A vantagem desse sistema é que ele é baseado no OSR, ou seja, tem muitas coisas em comum com o DnD tradicional.
Como jogador ou conhecedor de DnD você já sabe como funcionam e o que significam vários termos de SWN. Força, Dextresa, Constituição, Inteligência, Sabedoria, Carisma, Saving Throw, testes de habilidade, rolagem de ataque, iniciativa, etc.
Pra quem já jogou dnd é fácil pegar o livro e entender como funciona, e para quem nunca jogou nenhum rpg, qualquer veterano pode te explicar o básico.
Alguns streamers de SWN são: Meu favorito do GeekTV: https://youtu.be/RkX11T7UhZs Actual Play: https://youtu.be/k-pBVTYYLAw
Por que ser um jogador de SWN?
O jogo oferece um conceito interessante de criação de personagem: seus stats são muito maisnpara flavor do que decisórios em quem você é. O maior bonus possível é +2 com 18 pontos no atributo. O que realmente cria seu personagem são as habilidades dele e a sua interpretação.
Os combates em espaçonaves é extremamente divertido permite que cada jogador tenha um posto no qual eles ajudem e auxiliem no objetivo da tripulação.
O jogo é mundo aberto e dá muita liberdade para os jogadores explorarem o setor em que vivem a vontade.
E para aqueles que gostam de perigo, o combate no jogo é extremamente mortal, com o sisrema incentivando a solução de problemas com criatividade.
Algumas dicas sobre SWN em português aqui: https://youtu.be/-pghGhNJVZE
Por que ser um mestre de SWN?
O jogo não simplesmente diz que é aberto e joga na mão do mestre pra construir a vastidão do espaço. O livro trás várias ferramentas para você criar seu próprio setor da galáxia e preenchê-lo com planetas, civilizações, facções, aliens, AI, etc, tudo em tabelas simples e compreensíveis.
Você tem um "mini game" que como mestre você pode jogar para movimentar facções do seu setor garantir que até mesmo você pode se surpreender com os acontecimentos da campanha.
Alguns exemplos de turno de facção aqui:
Adam Koebel (EN): https://youtu.be/H7jv7soOj3g
Eu (PT-BR): https://youtu.be/7oj-I13pLpg
E acima de tudo, ele é gratuito! É só ir no DriveThruRPG e baixar o PDF (ou pegar em outros sites duvidosos, mas por que fazer isso pra algo gratuito?)
É um jogo que eu recomendo muito para fãs de scifi e rpg. O designer desse jogo fez tudo por conta própria e pelas entrevistas, parece ser uma pessoa muito dedicada ao trabalho dele.
Você já jogou? Qual é a sua opinião?
submitted by jvcscasio to rpg_brasil [link] [comments]


2020.10.06 04:06 Deccy_Iclopledius Recomendação de Jogo: PikuNiku

Um bom jogo para quem gosta de jogos indies de Puzzle com história com uma pegada para toda a família, é super divertido com uma campanha curta e algumas lições de moral sobre consumo consciente de recursos naturais, o jogo está de graça na Epic Games até Quinta (8/10/2020).
Jogabilidade simples, usa-se z para se comunicar com os NPCs, C para chutar e interagir com o cenário, X para retrair as pernas do Piku, e as setinha para se locomover, seta esquerda vai para trás, seta direita vai para frente, seta para cima para pular e seta para baixo para se abaixar
Vale apena dar uma chance, 8.5/10
Desenvolvedora: Devolver Digital
Tem a opção jogar em português, logo é bem acessível, for a de promoção custa uns 10 à 20 reais
O jogo pode ser difícil de vez em quando, mas nada que seja impossível, baixei hoje e já zerei, agora só falta platinar.
submitted by Deccy_Iclopledius to brasil [link] [comments]


2020.10.05 03:00 SoliTheFox Dev Blog #1 - As mecânicas do server

Olá meus caros! Espero que esteja tudo bem com vocês!
Neste dev blog, listaremos e detalharemos um pouco mais os sistemas que estarão presentes no servidor.

Quais serão as mecânicas e sistemas presentes no servidor?

Os sistemas que estarão presentes no servidor, desde o lançamento, serão os seguintes:
Agora, destrincharemos cada um deles um pouquinho. Deixo bem claro que não aprofundaremos muito, já que queremos aprofundar o funcionamento de cada um através de um dev blog específico para cada.

Economia

O sistema de economia será composto por uma economia local, e uma economia geral. Em ambas as economias, será possível comprar e vender items, no entanto, muda-se o tipo de comprador ou vendedor. Falaremos mais sobre este sistema em outro dev blog.

Profissões

As profissões serão uma forma de ganhar dinheiro, além de impactar diretamente no estilo de jogo. Caso você queira seguir a história, as profissões serão responsáveis por te ajudar a conseguir os itens necessários para completar algumas quests. Caso você prefira jogar apenas pelas profissões ou por sua guilda, também será possível, já que pretendemos fazer com que as profissões sejam extremamente diferentes entre si e que sejam divertidas por si só.
Abaixo apresentaremos um pouquinho delas:

Classes

As classes também terão impacto direto em seu estilo de jogo, especialmente no que se é relacionado ao combate PvE e PvP. Elas estarão vinculadas à sua arma. Detalharemos elas em um dev blog futuro.

Atributos

Os atributos terão grande impacto na forma de se jogar, além de colaborar ou dificultar as coisas para a sua classe. Por exemplo, um ninja terá mais dano em suas habilidades se tiver destreza. No entanto, não valerá a pena para ele caso ele gaste atributos em inteligência, atributo que ajudará o mago.
Os atrbutos serão listados a seguir:

Skills

As skills terão efeitos especiais e terão grande influência durante o combate, ao torná-lo mais dinâmico e divertido. Cada classe terá suas próprias skills.

Itens Customizados

Os itens customizados terão atributos próprios, deixando o combate e a mudança de classe mais dinâmica. Para mudar de classe, basta mudar a sua arma.

Dungeons

As dungeons serão encontradas pelo mapa. Elas serão compostas por diversas salas cheias de mobs, sendo possível se encontrar caminhos com menos salas até se chegar ao boss. Cada dungeon terá um boss com dinâmicas e formas de combate totalmente diferentes, deixando cada combate com sua própria marca.

Quests

As quests serão responsáveis por te fazer progredir na história e na sua profissão. Além das quests principais e de profissão, haverão quests secundárias que poderão lhe dar prêmios menores, mas que ainda sim serão divertidas de se fazer.

Conquistas

As conquistas serão obtidas ao se terminar quests e ao se realizar alguns feitos. Por exemplo, ao se alcançar determinados níveis em profissões, é possível se obter uma conquista. Além disso, as conquistas lhe darão prêmios e poderão lhe dar títulos para serem usados no topo de seu nick.
https://reddit.com/link/j5a9bp/video/0x2h54pkr5r51/player

Fechando...

E é isso por hoje! Esperamos que pelo menos algum desses sistemas tenha despertado sua curiosidade!
Nos vemos na semana que vem, com outro dev blog, que será sobre o sistema de economia.
~ Soli
submitted by SoliTheFox to CubicRealms [link] [comments]


2020.10.01 03:56 Vitor_Viana Among Us pode ser um jogo simples, mas é muito divertido de assistir kkkk

Among Us pode ser um jogo simples, mas é muito divertido de assistir kkkk submitted by Vitor_Viana to jogos [link] [comments]


2020.09.29 14:30 thegtasafan Odeio odiar futebol pq amava gostar

Gostava pra crl de assistir futebol... até gosto ainda raramente, mas não como antes... quando é um jogo na europa que ta passando do nada na tv é muito bom... mas o futebol daqui eu comecei a odiar...
E n é por causa da qualidade dos jogos.. simplesmente deixei de gostar, e eu me odeio por causa disso... era divertido... mas agora to começando a pegar ódio do futebol e até dos torcedores...
O "politicamente correto" e o pensar de mais se pa q causaram isso...
sinto que se eu deixei de gostar todos deveriam sofrer o mesmo.. tnc...
O foda que dias de jogo fico com mais puto ainda de n poder acompanhar mais com a mesma paixão, sinto inveja das pessoas q ainda gostam... (e eu era, de boa, uma das pessoas q mais gostavam, olhava tudo q é jogo, se tivesse 5 jogos num dia, eu passava o dia assistindo, e sei tudo sobre todos os times)
Criei um rancor tão grande que torço pra todos times brasileiros se foderem, inclusive o meu ex-time, q já deixei de amar faz muito tempo. Sad.
submitted by thegtasafan to desabafos [link] [comments]


2020.09.23 17:23 Vedovati_Pisos 11 Esportes com cavalos para conhecer e se encantar

Você conhece um ou mais esportes com cavalos?

O cavalo é uma espécie de animal amiga e companheira do homem desde os primeiros passos da humanidade e da civilização.

Sua docilidade, inteligência e versatilidade, permitiram que esses animais pudessem ser empregados em diversas atividades. Geralmente relacionadas ao trabalho, como o transporte de cargas e pessoas.

Afinal, estamos falando de animais fortes e com boa resistência para o trabalho.

No entanto, os cavalos também são empregados em atividades voltadas ao lazer e ao esporte. Neles, os cavalos são animais que costumam dar um verdadeiro show com sua inteligência e capacidade física.

Neste artigo, reunimos 11 esportes com cavalos que vale muito a pena conhecer, se encantar… E por que não, praticar algum desses esportes equestres, não é mesmo?

Sem mais delongas, vamos começar.

1# Doma Clássica: sutileza e elegância nos esportes com cavalos
Vamos começar a nossa lista de esportes equestres com a Doma Clássica.

Também conhecida por “adestramento” ou “dressage”, a doma clássica é um dos mais elegantes esportes com cavalos. Ela faz parte das modalidades de esportes de equitação que fazem parte dos Jogos Olímpicos.

Nas Olimpíadas, esta é uma das modalidades mais exigentes, tanto para cavalos quanto para seus domadores. E nas apresentações qualquer falha ou deslize é punido com a perda de pontos preciosos.

A doma clássica é o esporte equestre que tem como principal objetivo a exaltação da majestade do animal. O eixo principal deste esporte são a força, habilidade e a beleza do cavalo. E o objetivo principal do esporte é de que o cavalo consiga responder perfeitamente aos comandos do jóquei.

As provas presentes na modalidade da doma clássica devem ser executadas com estrita harmonia e equilíbrio. Que só podem ser alcançados quando existe uma grande sintonia entre o animal e seu jóquei.

Nas apresentações deste deste esporte equestre é esperado que o cavalo seja capaz de demonstrar serenidade e imponência.

O cavalo deve conseguir executar perfeitamente movimentos como piaffe, passage, pirueta e caprioli. Esses são os parâmetros introdutórios da prática de equitação formam a base para a prática e competição na doma clássica.

Essa modalidade é tida como uma das mais elegantes e nobres entre os esportes com cavalos. É extremamente charmosa e bonita de se ver, especialmente para qualquer um que ame cavalos.

2# Corrida a Galope: um dos mais tradicionais esportes equestres
A Corrida a Galope é um dos esportes com cavalos mais tradicionais que existe. Ele é intenso, e gera muita adrenalina para quem assiste uma corrida, e mais para quem participa de uma.

Também conhecida como turfe ou corrida hípica, a corrida a galope é um dos esportes equestres mais antigos que se tem registro. Ela é praticada desde a época da Grécia Antiga, o que dá uma dimensão do apreço que a civilização tem por esse esporte com cavalos.

Hoje em dia, a forma do esporte mais popular é o turfe, praticado conforme sua origem na Inglaterra durante o século XVII. Até mesmo o termo turfe vem de “Turf”, que era a palavra usada para designar as corridas de cavalo na Inglaterra.

Nesta modalidade de esporte equestre é comum que os espectadores das corridas possam apostar em seu cavalo favorito.

Na corrida a galope os competidores conjuntos formados por um cavalo e um cavaleiro ou “jóquei”. A competição se dá em pistas preparadas especialmente, em hipódromos.

Os competidores do turfe saem ao mesmo tempo de um único ponto da pista e vence quem completar o percurso em menos tempo. Os percursos variam entre provas de cancha reta com 400 metros, até 4000 metros.

E neste caso de provas com percursos maiores as corridas são denominadas de Grandes Prêmios.

No entanto, atualmente as distâncias mais frequentes nos percursos de corridas são 1000 metros, 1600 metros e 2400 metros.

Os cavalos das raças Puro Sangue e Quarto de Milha são os mais recomendados para a prática deste esporte equestre.

3# Polo com Cavalos: equinos e o seu “futebol”
O Polo é o único do esportes com cavalos que, em alguns aspectos, até lembra o futebol.

O esporte é praticado com duas equipes com quatro cavalos montados cada, dois atacantes, um meio-campo e um defensor. O objetivo é marcar gols por meio de guiar uma bola, feita de madeira ou plástico, até a baliza usando tacos de bambu da Índia.

As partidas de polo equestre duram, geralmente, menos de uma hora para terminar. Ela é dividida em períodos conhecidos como Chukkas, que duram cerca de 7 minutos e meio. A equipe vencedora num jogo de polo equestre é a que tiver marcado mais gols ao fim do último chukka.

Os jogadores precisam trocar de baliza a cada gol marcado, para evitar que condições geográficas possam favorecer um time em específico. Os cavalos precisam ser trocados a cada um dos chukkas, e cada cavalo só pode ser utilizado duas vezes por jogo.

Além disso, o polo equestre possui outras regras e requisitos, como a altura do cavalo por exemplo.

Existe certa dúvida quanto a origem deste esporte com cavalos. Muitos acreditam que o esporte surgiu na Índia, por meio de uma prática similar que tinha a finalidade de caçar pequenos roedores.

Outros já acreditam que o esporte como conhecemos hoje surgiu na China, séculos antes de Cristo.

Existem algumas raças de cavalos que são preferidas pelos praticantes de polo equestre. Entre essas raças estão o quarto de milha, mangalarga, sangue puro inglês e o cavalo crioulo.

O polo equestre é um dos esportes com cavalos mais divertidos. Se possível, vale muito a pena praticá-lo.

4# Volteio: elegância, equilíbrio e confiança entre cavalo e cavaleiro
O quarto da nossa lista de esportes equestres é o Volteio. Foi um esporte que surgiu durante os tempos de guerras, onde os cavaleiros precisavam subir e descer de seus cavalos com rapidez.

Com o tempo e a repetição destes movimentos, os cavaleiros ganhavam precisão e suavidade para descer e montar no cavalo. Muitos creditam as suas origens a Europa na Idade Média, pois atualmente o esporte é muito forte na França e Alemanha.

De acordo com a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), o volteio é uma modalidade esportiva equestre de técnica e equilíbrio. No volteio artístico, como também é conhecido, a estética e a harmonia entre animal e montador são características muito valorizadas.

Neste esporte, o volteador (quem monta o cavalo) precisa executar acrobacias em cima do lombo do animal. O que já seria uma tarefa complicada com o cavalo parado, mas neste esporte as acrobacias devem ser realizadas enquanto o cavalo galopa.

No Brasil, as categorias do volteio A, B, C e D seguem integralmente o regulamento internacional.

Porém, ainda existem mais duas categorias aceitas pela CBH, a categoria E e categoria F. Essas duas categorias extras contemplam, nas apresentações, exercícios e acrobacias mais simples de série obrigatória.

De acordo com a CBH, a razão para essas duas categorias serem aceitas é a de fomentar o esporte em todo o país com mais facilidade.

Não existe uma recomendação específica de raças de cavalos para a prática do volteio. No entanto, é recomendado que os cavalos escolhidos sejam altos, fortes e calmos.

Além dessas recomendações, também é importante que o cavalo e o volteador tenham um bom vínculo. É preciso que haja muita confiança e respeito entre o animal e a pessoa que vai montá-lo.

5# Enduro Equestre: velocidade, força e resistência
O quinto dos esportes com cavalos que trazemos hoje para você é o Enduro Equestre ou Raid.

O Enduro Equestre foi inspirado no serviço de correios dos Estados Unidos da segunda metade do século XIX, quando as entregas ainda eram feitas a cavalo.

No Brasil, a primeira competição de Enduro Equestre aconteceu em 1989, no município de Tremembé em São Paulo. No ano seguinte, o enduro foi oficializado como esporte equestre pela CBH.

De forma geral, o enduro consiste em uma corrida entre cavalos de média ou longa distância. O percurso dessa corrida pode variar entre 35 a 160 quilômetros, o que torna competições rápidas impossíveis.

As competições ocorrem entre conjuntos formados por um cavaleiro ou amazona e um cavalo ou égua. Nenhum dos membros de um conjunto podem ser trocados durante uma competição.

O enduro também é um dos esportes com cavalos que conta com modalidades diferentes. Essas modalidades são definidas segundo a velocidade praticada, que pode ser livre ou controlada.

Na modalidade livre do enduro, a luta dos competidores é contra o relógio sempre. Vence o conjunto de competidores que chegar na frente dos demais. No entanto, é importante pontuar que há pausas na competição (vet-checks) que devem ser respeitadas.

Essas pausas são usadas para descanso e verificação das condições físicas do cavalo.

Quando a corrida é controlada, estipula-se um tempo limite para a conclusão do percurso. E vence aquele que completá-lo primeiro, ou o que chegar mais perto de concluir ele ao fim do tempo.

Conforme o regulamento do FEI, cada conjunto competidor deve ter acesso ao mapa da trilha e da localização de todas as paradas obrigatórias.

Os cavalos mais indicados para a prática do enduro equestre são os da raça Puro Sangue Árabe (PSA).

6# Vaquejada: o mais brasileiro dos esportes com cavalos
A vaquejada é com certeza um dos esportes com cavalos que mais tem a cara do brasileiro. Ela é extremamente conhecida em todo o país, principalmente na região nordeste.

Este esporte movimenta o mercado onde os eventos ocorrem, gerando emprego e renda. Bem como movimenta o mercado de compra e venda de cavalos, suplementos e rações.

As vaquejadas são vistas como uma tradição cultural nordestina, o que de fato são. Afinal, elas surgiram a partir das conhecidas pegas de gado no meio do mato da região nordeste brasileira.

O gado era marcado e solto no mato, e então os vaqueiros perseguiam os animais a fim de reuni-los no meio do mato.

Muita gente a acreditar que elas só ocorrem na região, o que não é verdade. Atualmente, a vaquejada é um esporte equestre que já conta com todo um circuito nacional.

Para a prática do esporte atual é necessário dois vaqueiros, chamados de puxador e esteireiro. O boi é solto para correr na pista e ambos os vaqueiros devem acompanhar o animal.

O puxador é o vaqueiro que deve derrubar o boi no chão. Já o esteireiro fica responsável por encurralar o boi entre os dois cavalos e numa altura que ajude o puxador a derrubar o boi.

Depois de derrubarem o boi, ambos os vaqueiros precisam conduzir o animal e derrubá-lo novamente em um local indicado.

A vaquejada ainda é vítima de muitas críticas e preconceito, pois muitos acreditam ser um esporte que maltrata animais. No entanto, a ABVAQ (Associação Brasileira de Vaquejada) vigia a prática e estabelece regras para garantir o bem-estar e saúde dos animais envolvidos no esporte. Uma dessas regras é a proibição do uso de objetos cortantes na prática do esporte, como as esporas.

7# Jogo de Piquetas: velocidade, precisão e destreza com armas
O jogo de piquetas é um dos esportes equestres com origens muito antigas, medievais no mínimo. Ele é praticado em todo mundo com algumas diferenças pontuais, e é reconhecido pela Federação Equestre Internacional (FEI).

Esse é um dos esportes com cavalos que mais exige precisão e destreza de seus participantes.

O cavaleiro utiliza uma espada ou lança enquanto monta o cavalo. E com o objeto que estiver segurando ele deve conseguir recolher alguns objetos colocados no chão a certa distância.

Esses objetos são bem pequenos, como um anel ou uma fatia de limão por exemplo. O que exige uma boa visão e precisão do cavaleiro.

O jogo de piquetes costuma ser jogado em competições com dois conjuntos de cavaleiro ou amazona e seu cavalo. Eles disparam de um mesmo ponto munido de suas armas e ganha o que chegar primeiro no local do objeto e conseguir pegá-lo.

Em algumas variações do esporte, se colocam os objetos são colocados suspensos entre 1,5 a 2,5 metros.

8# Salto: um dos mais refinados e exigentes esportes com cavalos
O salto é dos esportes mais exigentes e ao mesmo tempo divertidos de todo o hipismo.

Nele, o conjunto formado entre cavaleiro ou amazona e cavalo devem percorrer todo o percurso no menor tempo possível. Ou pelo menos o mais próximo possível do tempo ideal estabelecido para a competição.

Mas isso não é tudo, o conjunto deve transpor uma série de obstáculos ao longo de uma pista feita de grama ou areia.

Ao todo, o conjunto deve transpor um total de 10 a 15 obstáculos. Esses obstáculos são:

• Cerca
• Quádruplo
• Tríplice
• Duplo
• Muro
• Oxer
• Triplo
• Cerca
• Fosso de Água
• Paralelas
Os obstáculos ficam ordenados em uma pista que varia entre 700 a 900 metros de percurso. Já a sua altura varia entre 0,40m até 1,65m dependendo da categoria da competição.

Para determinar o tempo ideal para a prova é feito um cálculo que usa a extensão do percurso em metros dividido pela velocidade da prova e multiplicado por 0,95.

O Salto faz parte dos esportes com cavalos presente nas Olímpiadas. Ele exige o máximo de perfeição possível do competidor, mas ao mesmo tempo é divertido.

9# Prova de Três Tambores: um esporte de precisão e explosão
A Prova de Três Tambores é outro dos esportes com cavalos mais emocionantes existentes. Ele requer animais fortes e rápidos e cavaleiros ou amazonas precisos e intensos.

Na Prova de Três Tambores o conjunto formado por cavalo e cavaleiro ou amazona devem realizar um percurso no menor tempo possível. Neste percurso estão dispostos três tambores de forma triangular.

O percurso começa com uma partida em alta velocidade, onde o tempo inicia quando o focinho do cavalo cruza a fotocélula. O conjunto percorre cerca 18 metros até chegar no primeiro tambor, onde devem contornar o tambor perfazendo um ângulo de 360°.

Então, o conjunto precisa contornar os outros dois tambores e encerrar a prova se dirigindo para o ponto de chegada.

A Prova de Três Tambores é uma competição de velocidade, mas que exige precisão. O conjunto não pode derrubar tambores ao contorná-los, pois são acrescidos ao tempo final 5 segundos para cada tambor derrubado.

10# Seis Balizas: agilidade e coordenação entre cavalo e cavaleiro
O próximo dos esportes com cavalos da nossa lista de hoje é a Prova de Seis Balizas. Uma modalidade onde agilidade, velocidade e coordenação entre cavalo e cavaleiro ou amazona são fundamentais.

Como a prova de três tambores, nas competições da prova de Seis Balizas vence quem completar o percurso em menos tempo.

O percurso da prova consiste em seis balizas sequencialmente colocadas, distantes 6,5 metros uma da outra.

Cavalo e cavaleiro (amazona) devem partir em linha reta até a primeira das seis balizas. Ao chegar nela, o conjunto deve contornar a primeira baliza e passar a costurar, em alta velocidade, cada uma delas.

Ao chegar na última baliza o conjunto deve voltar em alta velocidade costurando novamente entre as balizas até a primeira. Então, o conjunto finaliza a prova voltando para o ponto de chegada em uma linha reta paralela ao ponto de partida.

O tempo final é definido quando o focinho do cavalo cruza a fotocélula do ponto de chegada. Caso uma ou mais balizas sejam derrubadas, somam-se 5 segundos ao tempo final por cada baliza derrubada.

Esse é um esporte muito emocionante e que qualquer pessoa pode praticar, mesmo que apenas pela diversão.

11# Cavalgada: o mais simples e divertidos dos esportes com cavalos
Pra finalizar nossa lista com 11 esportes equestres temos a tradicional cavalgada. Considerada como um dos esportes com cavalos mais simples, divertidos e acessíveis a todos. Embora ela também possa ser realizada por razões cívicas, religiosas, lazer, etc.

A cavalga consiste no ato do cavaleiro ou amazona montar num equino e realizar um passeio. Esse passeio não possui qualquer medida de percurso obrigatória, e pode ser feito em marcha, trote ou galope.

A cavalgada é considerada o esporte com cavalo mais acessível pois qualquer pessoa pode praticar. Você não precisa ser um atleta, nem ter um cavalo altamente treinado, para participar de uma cavalgada.

Na verdade, você não precisa nem mesmo ter um cavalo no seu nome. Só precisa visitar um local onde possa montar em um e passear. O que é muito fácil, pois existem diversos Hotéis Fazenda e agências de esportes de aventura que oferecem passeios em todo o Brasil.

Os locais onde se pode cavalgar variam infinitamente. É possível fazer cavalgadas por estradas de terra, em fazendas, florestas, etc. Simplesmente não existem limitações dos locais e belas vistas que você pode apreciar em uma cavalgada.

As cavalgadas tem uma característica muito interessante que não é encontrada na maioria dos esportes com cavalos. Este esporte ajuda a promover a interação familiar, pois passeios com toda família não são apenas possíveis, como incentivados.

Na cavalgada temos as comitivas, passeios à cavalo que podem chegar a milhares de pessoas. Elas são marcadas por um espírito coletivo muito forte, e são muito divertidas para quem ama cavalos e exploração de novos lugares..

Origens da Cavalgada e qual o melhor cavalo para o esporte
As origens da cavalgada estão imediatamente ligadas a domesticação dos cavalos existentes. Ela ocorreu assim por toda a África, Europa e principalmente no Oriente Médio.

No Brasil, a cavalgada ganhou seus primeiros registros durante a época da ocupação de territórios nos séculos 17 e 18.

Este esporte não exige cavalos atléticos, extremamente preparados. No entanto, a raça Mangalarga Marchador é considerada a mais eficiente para a prática deste esporte. Outras raças que ganham a preferência de cavaleiros e amazonas para as cavalgadas são a Quarto de Milha e Marchadores.

Dentre todos os esportes com cavalos a cavalgada é o mais fácil e acessível, e é capaz de proporcionar experiências maravilhosas. Qualquer pessoa que considere praticar um esporte equestre deve ao menos experimentá-la.

Agora, independente de qual dos 11 esportes com cavalos você decida praticar, saiba que o seu cavalo precisa estar com a saúde em dia. Só assim ele poderá ter a melhor performance possível.

E você pode aprender 7 dicas para manter seu cavalo sempre saudável na nossa matéria abaixo.

vedovatipisos.com.bnoticias-artigos/esportes-com-cavalos/
submitted by Vedovati_Pisos to u/Vedovati_Pisos [link] [comments]


2020.09.23 03:32 MEIXXMO Apenas expressando minha raiva :)

Alerta palavras de baixo calão que eu odeio falar, mas é, não dá pra segurar :)
Porra cara, acham que eu tenho paciência infinita?? CARALHO, VAI SE FODEER
O BOSTA do meu irmão fica gritando enquanto joga essas merda de jogo, sério, ele não faz mais nada além disso. As aulas online? Ele meteu o foda-se e reprovou em sei la o que.
Esse filha da puta adotado ("adotado" é zoeira :v porque a minha que não é puta saca) NÃO FAZ ABSOLUTAMENTE NADA. Ele só fica sentado lá com a bunda gorda achando que tá certo ficar gritando, que ta certo ficar pedindo coisa cara pra minha mãe, que ta certo não obedecer ela, enquanto tipo, ela só pede coisa basica cara.
Esses dias eu lavei a roupa, estendi, tirei e dobrei e guardei só as minhas, aí, naturalmente, minha mãe pediu pra ele guardar as coisas dele e acabou que ele só jogou as roupas dele na cama dela (eu, minha mãe e ele ficamos no mesmo quarto, aí as camas são encostadas, e ele só jogou de lado) PORRA VELHO
Quando EU desobedeci ela fiquei um ano sem celular, enquanto ele não ficou NEM UM DIA. VAI SE FODER
Esse moleque é um folgado mimado do caralho, fica pedindo pra eu fazer doce pra ele, fica cheio de mimimi com "por que você me odeia?" HAHAHAH MESMO SE EU GOSTASSE DE VOCÊ, O QUE NÃO É O CASO, EU NÃO FARIA, SEU MONTE DE LIXO. POR QUE SERÁ QUE EU TE ODEIO? HEIN? TALVEZ SEJA ESSAS MERDAS QUE VOCÊ POSTA? "Eu entendo as pessoas que querem se matar" VAI SE FODER. VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO DO QUÃO MERDA É ESTAR CIENTE DA PROPRIA MORTALIDADE O TEMPO TODO.
O sentimento que faz você do nada chorar, querer gritar, descontar no próprio corpo, o sentimento que faz você querer nunca ter nascido, que te faz pensar que você não merece um amanhã, que você, mesmo levantando da merda da cama, te faz saber que você so vai ser a inutil de sempre. VAI SE FODER. EU TE ODEIO.
Eu quero tanto, tanto subir em cima dele enquanto dorme e envolver minhas mãos no seu pescoço. Quero ver a sua expressão desesperada, com medo e arrependida. Já imaginei tanto isso e sei que nunca vou fazer por ter noção, mas ainda assim, ah... Não podem me prender por imaginar, certo? Isso não é errado, afinal, não posso controlar isso. Essas são somente as consequências das atitudes dele, o rapaz que não para de me encher o saco, que fica chorando pra mamãe toda hora se eu faço qualquer coisinha, VAI SE FODEEEER
Porra, que raiva, sério, eu odeio tanto ele... E adivinha, por ele ficar gritando, o meu vô não para de reclamar PRA MIM. ELE FICA FALANDO PRA EU MANDAR ELE CALAR A BOCA, MAS POR QUE EU TENHO QUE FAZER ISSO??? ELE NÃO ME OUVE, QUANTAS VEZES FALEI ISSO PRA ELE? VAI SE FODER, NÃO SOU ALGUÉM PACIENTE, A QUALQUER HORA EU VOU SÓ CHUTAR AQUELA PORTA QUE FICA DO LADO DA CADEIRA DO MEU IRMÃO E COMEÇAR A GRITAR COM ELE SE ISSO CONTINUAR
EU NÃO AGUENTO MAIS. PORRA. VAI SE FODER
Enfim, hoje tá tão chato, esse dia tá uma merda, ou sei lá, eu que acordei com o pé esquedo hoje, porque ahhhh droga
Hoje eu comi um tostex de almoço, uma banana como janta e pra encher a barriga fiquei bebendo um monte de água e mais da metade da panela de brigadeiro, e tipo, eu achei o leite condensado no fundo do lugar lá, do armario, sei la, e agora não sei se tava podre, porque minha barriga tá mal... mas o leite condensado teria cheiro ruim não? A vey, foda-se, não importa, mesmo se eu souber minha barriga vai continuar nessa
AAAAHHHHHHH
e no fim desse dia irritante, minha mãe fez uma vozinha que é fina com uma dança qie me irrita porque sei la, VER GENTE FELIZ ME IRRITA? TUDO ME IRRITA? EU NAO SEI MAIS, DO NADA EU NAO TO CONSEGUINDO FICAR DE BOA, COMO SEMPRE, SEM ME IMPORTAR E SEI LA, MESMO SE EU PENSAR NA MINHA CACHORRINHA EU FICO COM RAIVA PORQUE EU NÃO SEI MAIS O QUE FAZER.
Eu to sentindo culpa, tipo, teria sido melhor se ela não tivesse comprado ela... tipo, eu não acho que sou uma boa dona ,_, eu sempre trato ela com carinho e não esqueço da comida dela (tanto que ela tem 1 quilo a mais do que deveria ter : ^ ) mas eu não sou alguém eletrica, alguém que tem energia pra brincar ou sei la, porque eu sou uma sedentária de merda sabe...
E eu brinco com ela sim, eu vou e pego os brinquedos da boca dela e jogo ou fico puxando a minha manga que ela morde (eu deixo mesmo, ela é fofa demais) mas sei la, parece não ser o suficiente... tipo, quando eu passeio com ela é aqui no quarteirão, algo bem rápido que já me faz suar pacas, mas não é o suficiente...
Ela agora tá lambendo a patinha dela saca, aparentemente indica que ela está nervosa (de acordo com o google e meu padrasto que já teve varios doguinhos), e eu to me sentindo um lixo de dona, porra, ela também não para de chorar querendo que eu pegue as coisas que ela deixa de baixo do sofá (o que ela faz propositalmente pra me chamar pra brincar, o que eu acho fofo/divertido/inteligente mas o tempo todo acaba sendo irritante, mas eu não quero ficar irritada com ela e AHHH MERDA MERDA MERDA MERDA MERDA
EU SOU UMA MERDA QUE RAIVA
EU QUERO SER ALGUÉM MELHOR, EU QUERO FAZER EXERCÍCIOS PRA FICAR BONITA E ESTUDAR UM MONTE PRA SEI LA, IR PRA UMA FACULDADE OU FODA-SE SACA
Mas ainda assim, eu penso "pra que?"
"Isso vale a pena?" "Mesmo se eu conseguir, e daí?" "eu deveria só prar totalmente com esse esforço inútil"
Sabe, sempre que eu lembro de esforço eu lembro de um dia horrível que tive antes dessa pandemia na minha escola.
A gente tava jogando queimada ae eu era a última pra conseguir acertar alguém pro nosso time ganhar, e tava todo mundo gritando comigo. "Se nao queria não jogava" "vai logo" "o x é melhor" e outros gritos que realmente só me fizeram piorar... isso somado ao fato de que quando eu jogava a bola, o garoto pegava e jogava pro outro lado da quadra, o que realmente estava me cansando...
Eu lembro exatamente o que eu tava pensando naquela hora, o que é vergonhoso demais pra eu escrever, mesmo sendo na internet ; -; ksk, mas é, Ai no fim, faltando 10 segundos, naqiela contagem regressiva eu fui e consegui acertar ele, e eu nunca me senti tão mal.
Todo mundo tava alegre, cantando Vitória e dando toca aqui, enquanto eu tava lá patética chorando demais, e nessa hora eu fui correndo pro banheiro, e até hoje eu não sei se aquele urro que eu dei de dor foi muito alto, porque depois de alguns minutos um monte de garotas apareceram lá, e depois a professora de ed. Física apareceu.
Eu me arrependo daquele dia, eu fui babaca quando deixaram um copo de água lá pra eu beber e eu chutei ;-; eu sei quem foi, não sei como, mas queria pedir desculpas... sei lá cara
Quando a professora começou a falar eu só tapei meus ouvidos e fiquei lá, em cima da privada, escondendo meu rosto com minnhas pernas enquanto chorava. O quão patética eu sou? E depois, quando eu tava na aula, o rapaz que eu acertei e que tava jogando a bola pro lado oposto que eu tava me pediu desculpas e saiu. Eu nunca me senti tão miserável, porra, ele não fez nada, ele não devia pedir desculpas, ele só tava jogando de boa. E eu lá, só concordei com a cabeça e quis chorar de novo.
Porra, antes eu tava mo puta, agora to triste bagarai ;-; kkkkkkkk, que merda, escrevi outro testamento ,-,
submitted by MEIXXMO to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 22:57 Math2611 Jogar dominó

Te falar que na minha família jogar dominó é um inferno, sempre jogo com meus 2 avôs mas sempre saio de lá com raiva, os dois não aceitam perder, você faz seu jogo e o outro acaba batendo eu não sou igual eles que sabe qual pedra está na mão da pessoa, sou um novato ainda e jogamos de brincadeira mas parece que eles querem jogar apostado igual nos bares e etc... Sério não sei pq sempre vou jogar achando que vou distrair a minha mente sendo que na verdade vou passar raiva, sempre que um acaba batendo a culpa termina sendo minha, admito que na ultima de agora eu não pensei direito e deixei meu avô bater de bomba por que eles já estavam enchendo meu saco e não estava mais divertido.
Sei la como eles conseguem adivinhar a pedra do outro eu to lá só para tentar distrair a mente e não ganhar toda hora, geralmente só no lol encontro gente assim mas parece que até no dominó eles estão , é talvez eu esteja sendo um pouco hipócrita por que no lol eu as vezes também faço isso mas eu fico puto por que quando eu ganho dos dois muito fácil ai eles começam a me elogiar '' aprendeu a jogar'', ''ele joga bem'' e blá blá blá, mas ai eu faço uma jogada que eu pensei estar certa mas estava errada eles começam '' dá para jogar assim não'' , '' porra olha o que ele fez'' , o melhor é que em uma das jogadas um deles jogou errado e depois tentou botar a culpa em mim '' pensei que o jogo era seu''.
Sinceramente eu fico puto de raiva quando jogo com eles, além disso tenho que ficar ouvindo coisas machistas, homofóbicas e etc ... É um saco jogar com eles quando jogo bem me enchem de elogio, faço uma jogada errada sou apedrejado, sinceramente tenho vontade de mandar eles tomar naquele lugar só não falo por que tenho respeito sei la.
submitted by Math2611 to desabafos [link] [comments]